.: Vizinhança do Chaves :. DEFINITIVAMENTE CHESPIRITO. Chaves e Chapolin

O portal sobre Chespirito mais atualizado do Brasil

Opinião: Flávio Ricco está equivocado!

Chaves episódio inédito - Sustos na vila (O filme de terror, primeira versão) 1973 - SBT - vizinhança do Chaves - imagem reprodução

Em sua coluna do dia 23/08, Flávio Ricco afirma o seguinte:

Já deu!
O SBT deveria prestar as devidas homenagens ao “Chaves”, com um busto na sua entrada ou em um lugar especial na sua galeria, mas parar de vez a exibição desse seriado. Buscar uma saída honrosa, a partir do momento que os seus resultados já deixam a desejar.

E vamos combinar
Não existe mais lugar para o “Chaves” na televisão atual, ainda mais num SBT, com as condições que possui de levar ao ar produtos mais condizentes com a realidade.
O “Chaves”, repito, merece a melhor e mais digna aposentadoria.

Neste texto, não mencionaremos “Chapolin“, já que este está num entra e sai frequente da programação. Focaremos apenas em “Chaves“, que foi o principal objeto de destaque de Flávio Ricco em sua nota.

Primeiramente, o fã de verdade quer saber de que base, quais fontes e de onde ele tirou a informação de que os “resultados da série já deixam a desejar”?

O fã de verdade está sempre atento e sempre acompanhando os índices da série no SBT, que não estão nada baixos:

10/08: 8,6 pontos
11/08: 8,6 pontos
12/08: 8,9 pontos
13/08: 8,0 pontos
14/08: 7,2 pontos
15/08: 2,4 pontos (manhã) e 6,4 pontos (noite)

Com relação a este último índice, é importante destacar que o “Chaves” exibido às 6 horas da manhã de sábado alcança incríveis 2,5 pontos, com recorde de 4 no ano passado. E constantemente dá surras na Globo. O sábado é um dia de share (número de televisores ligados) muito menor na televisão, ainda mais num horário tão matutino como este, mas a série surpreendentemente consegue tantos pontos quanto o jornal do SBT, exibido de Segunda a Sexta.

Esta evidência afirma que que “Chaves” levanta a audiência, não importa o horário e o dia!

O segundo ponto a comentar é que “Chaves” possui sim lugar na televisão atual. Basta ver que, quando a série foi reduzida para dar lugar à produção do SBT “Patrulha Salvadora“, choveram centenas de protestos nas redes sociais de fãs das séries pedindo o retorno do seu horário antigo.

“Chaves” é tratado pelo brasileiro – e também pela gente do exterior, que é onde surgiu a série – como produto cultural. Os bordões dos personagens estão na boca do povo. Não há ninguém que não consiga descrevê-lo como “um menino pobre que mora num barril numa vila”.

Certo que tudo tem seu tempo na televisão, mas vimos que o SBT tenta esticar esse tempo, até mesmo tentando seriados em preto e branco dos anos 50 na grade, no caso “I Love Lucy” em plena hora do almoço. Os resultados do produto sexagenário não foram nada mal, apesar do brasileiro não conhecer a série, que, assim como “Chaves” e “Chapolin” no Brasil, também é vista como produto cultural no exterior.

Com “Chaves” não será diferente: o seriado acumula hoje, 24 de agosto de 2015, 31 anos de exibições no SBT. Caiu no gosto e os resultados são inegáveis. Tanto que, depois de muito pelejar, foi o único produto que conseguiu salvar a faixa morta do SBT do fim da tarde e garantir ocasionais vitórias contra o até então imbatível “Cidade Alerta“.

“Chaves” é cultural, sua qualidade técnica pode não ser mas seu humor é atemporal e definitivamente não pode sair da televisão logo que vive um momento de bons rendimentos para a emissora paulista.

Anúncios

3 Comentários

  1. victor235

    Num ponto você também está, afinal o Chaves não mora no barril /vamp

  2. joabson

    cidade alerta imbativel aonde? nunca ganhou da globo

Trackbacks

  1. RETROSPECTIVA CH 2015: Agosto | .: Vizinhança do Chaves :. DEFINITIVAMENTE CHESPIRITO. Chaves e Chapolin

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: