.: Vizinhança do Chaves :. DEFINITIVAMENTE CHESPIRITO. Chaves e Chapolin

O portal sobre Chespirito mais atualizado do Brasil

“Estúpido, raso, ruim, preconceituoso e machista”: Repórter aproveita mídia do momento para falar de Chespirito

Menos Chaves, mais Cantinflas - reprodução - reporter sylvia colombo detona chespirito chaves

Num momento de solidariedade mundial que o mundo passa após o falecimento de um dos maiores humoristas, redatores e atores da história, tantas manifestações positivas não tem sido vistas com bons olhos por uma minoria. Após Paula Braun declarar que acha que a comoção tem sido exagerada (veja), foi a vez da repórter Sylvia Colombo mostrar sua opinião sobre Chespirito.

A jornalista parece não conhecer um quinto dos personagens, criações e obras de Chespirito. A repórter se confunde, por exemplo, ao criticar o vocativo do personagem “Chavo del ocho”, a forma que ele é chamado, sem compreender que o personagem leva esse nome justamente para fins de uma universalização. Quer dizer que não não é uma criança específica, e sim uma espécie de tipo social, um menino que pode existir, e existe, em todos os lugares, como já abordamos neste texto.

Sylvia também mostra uma grande falta de respeito com os brasileiros, ao falar que nos tornamos grandes fãs de “Chaves” devido a “imensa ignorância dos brasileiros”. Sobre as muitas mensagens afetivas que tem lido em redes sociais, a repórter explica que as compreende já que “quando somos crianças e adolescentes gostamos de coisas estúpidas”.

Outras referências feitas ao seriado são “programa tão raso” e “ruim mesmo”. “Os roteiros eram estúpidos, os textos, fraquíssimos, as piadas, preconceituosas e machistas”, diz Sylvia. Seu Madruga, que apesar de tudo jamais revidou as ofensas de Dona Florinda, é lembrado como “um sujeito folgadão, desbocado e autoritário, a homofobia implícita de seu discurso e suas atitudes”. Diz ainda que muitos programas produzidos pela Televisa levam a uma “idiotização”.

No final, apesar de não conhecer sobre o que está escrevendo, a ponto de dizer que o Chaves mora num barril, a repórter tenta dar valor ao seu discurso citando outras obras literárias e filmes, como se o fato de citar outras obras tão importantes como “Chaves” e as outras de Chespirito que ele sequer cita fosse dar poder argumentativo ao seu texto.

Apenas para começar, sugerimos os seguintes artigos para Sylvia Colombo. Estes links mostram uma pequena parte de todas as análises e filosofias que as séries de Chespirito nos passam. Seria bom ele assistir as séries, aliás não somente “Chaves”, já que ignora todas as outras criações de Bolaños, e ler mais antes de sair escrevendo para aproveitar a mídia do momento.

Sylvia Colombo, caso leia este post, sugerimos que leia estes também. Se fuçar aqui no blog encontrará muito mais:

– Sobre a série “Chaves” (“El Chavo del Ocho”)

– Sobre as séries: “Chapolin” (“El Chapulín Colorado”)

– A contratação de Chaves no episódio “Eu sou a mosca que caiu na sua sopa”

– A relação entre a vila do Chaves e a urbanização brasileira

– As “chaves” do capital

– As profissões exercidas por Chaves na infância

– Chaves e Chapolin, dois dos maiores símbolos culturais do México

– Chaves e a cultura dos espartanos!

– Chespirito, Goethe, Fausto e o acordo com o diabo

– Comparações entre “O cortiço” e a vila de Chaves

– Críticas sociais na saga “O primeiro dia de aula”

– Filosofia e Chaves: Tinha que ser o Diógenes mesmo!

– Mensagens de valores morais e lições de vida na série “Chaves”

– O castigo vem a cavalo: Pintura surrealista, B grande e B pequeno, os Astecas

– O castigo vem a cavalo: Vale do México, Maltacevada, Colombo, Gênova, Cortés e a árvore da Noite Triste

– O gênio imitando outro gênio!

– O que Chespirito, George Davie e Hans Christian Andersen tem em comum?

– O que você sabe e o que não sabe sobre o Alfaiatezinho Valente

– Pigmalião, My Fair Lady, Chespirito e a vendedora de flores

– Possível referência cultural em “Amarelinhas & Balões”

– Senhor Barriga em camisa de onze varas?

– Seu Barriga vai embora pra Pasárgada

– Um episódio, várias lições

Imagem: reprodução/sylviacolombo.blogfolha.uol.com.br/

Chespirito falece - Chaves morreu (1929-2014) cobertura completa - Vizinhança do Chaves

Anúncios

2 Comentários

    Trackbacks

    1. Com artigos excelentes, Folha continua cobrindo falecimento de Roberto Gómez Bolaños | .: Vizinhança do Chaves :. DEFINITIVAMENTE CHESPIRITO. Chaves e Chapolin
    2. Retrospectiva CH 2014: NOVEMBRO | .: Vizinhança do Chaves :. DEFINITIVAMENTE CHESPIRITO. Chaves e Chapolin

    Deixe um comentário

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

    Conectando a %s

    %d blogueiros gostam disto: