.: Vizinhança do Chaves :. DEFINITIVAMENTE CHESPIRITO. Chaves e Chapolin

O portal sobre Chespirito mais atualizado do Brasil

Exclusivo: entrevista com Vinicius Souza (ViniCuca), o novo dublador do Quico

Entrevista com ViniCuca Vinicius Souza o novo dublador do Quico - Vizinhança do Chaves - Chaves redublado - episódios inéditosO SBT está exibindo episódios inéditos de “Chaves” em 2014. Tais episódios vieram de um lote adquirido recentemente pela emissora, e contam com a presença de novos dubladores.

Um dos destaques da nova dublagem é Vinicius Sousa, fã das séries desde antes de trabalhar profissionalmente com dublagens. De um rapaz de apenas 19 anos e conhecedor das séries CH na internet, seu talento foi descoberto e ele se tornou o novo dublador do pesonagem Quico. Sua interpretação fez muitos o considerarem o melhor dublador entre as novas vozes da série.

Vamos bater um papo com ele (perguntas: Victor235, do Vizinhança do Chaves e respostas: Vinicius Souza, dublador).

01. Fale um pouco sobre você. Qual a origem do nick ViniCuca?
Lá pras bandas de 2004, um ano depois de eu começar a gravar em VHS as séries e me considerar oficialmente um fã e logo depois de ter conhecido figuras como o Gustavo Berriel e o Eduardo Gouvêa, gente que eu já admirava como colunistas de sites CH e que hoje são meus amigos; eu resolvi entrar no fórum mais popular de discussão sobre CH na época, o FUCH, e não tinha ideia de que nick usar. Daí eu vi alguém com um nick que misturava o nome com o de um personagem (não lembro se foi o Filipe Chambón, acho que era um mais antigo) e resolvi fazer o mesmo. Com o tempo, acho que esse ”Cuca” caiu bem pro meu jeito meio arteiro e esperto haha.

02. Você acompanha as séries CH desde a infância? Prefere Chaves, Chapolin, Chespirito ou Chaves Animado? Da série preferida, qual o seu episódio favorito?
Acompanho desde moleque! Com um ano e pouco eu já cantarolava as músicas das séries! Lembro inclusive dos episódios do Clube que eu acompanhava todo sábado a tarde com meu pai com um carinho especial. Sempre disse gostar mais de Chapolin, mas hoje acho que gosto mais de Chaves (agora eu sou suspeito pra falar, né?). Episódios são muitos, passei boa parte da vida esperando pelos perdidos e inéditos, que hoje nem surpreendem mais tanto, né? Então, esses eram meus preferidos. Por um plano geral, gosto muito das duas versões de Seu Madruga Professor, a saga da Branca de Neve, O menino que jogava fora os seus brinquedos, A bela adormecida era um senhor muito feio, as sagas clássicas de Acapulco e FBV. A saga do Show deve continuar é épica. Aliás, por meio de Chespirito eu conheci os grandes gênios do cinema e isso pra mim foi fundamental na formação do meu caráter.

03. Quando você conheceu o “meio CH”?
Em 2003. Logo após assistir a reprise da entrevista com o Chespirito no SBT Repórter, resolvi procurar sobre as séries na internet. Lembro até de um site com o layout rosa, em que eu passava horas lendo informações sobre os segredos das séries, que até então eram na mídia, apenas CHAVES. Adorava o TURMA CH (“Veja as pirâmides do Egito! Veja o colosso do Pará! Veja o Turma CH xD) do Marco Maciel, também. Tinha colunas dos grandes nomes do meio, lá, a gente ficava se informado no site.

04. Quando começou a dublar?
Por incrível que pareça eu comecei mesmo com o Quico. Já era ator, tava desanimado, querendo seguir com banda, ser um Renato Russo, um Cazuza, um Jim Morrison do rock brasileiro, passar uma mensagem pra minha geração! hahaha Aí veio o convite, fiz o teste, passei… Demorou um pouco pra que eu me ”soltasse”, já tinha desistido do meu sonho de 11 anos de ser um dublador. Mas meu foco de trabalho hoje, que é seriamente a carreira de ator, eu devo à dublagem do Quico. Me ajudou a me definir.

05. Seu talento para dublar o personagem Quico foi descoberto através de seus vídeos do Youtube? Quem o descobriu e o convidou para os testes de dublagem?
Foi o Luis Paulo (luispancada). A gente é amigo de longa data (fiz até “Os Lunáticos”, a web-série dele no YT por um tempo) e ele sabia que eu sabia fazer a voz. Falou com o Edu que falou com o estúdio, e aí rolou.

06. Nos seus vídeos do Youtube, você dublou também o Seu Madruga e até mesmo o Gastaldi. Como descobriu que sua voz encaixa muito bem no Quico?
Desde uns nove anos, época que eu era viciado MESMO em Chaves, eu viajava fazendo as vozes. O Quico sempre caiu bem, sempre diziam ser igualzinho rs Aí eu tive umas participações como imitador na TV e sempre o Quico e dava certo. Aliás, tem até uma série de vídeos e áudios como fã-dublador aí na net. É só caçar! rs

Pois é, aqui vai um:

07. Não vai mais atualizar o canal? (youtube.com/user/vinicuca)
Eu devo ter uns quatro canais no Youtube! KKKKKK Estou com uns projetos aí de vídeos de humor que talvez rolem esse ano. Rolando, eu divulgo pra galera!

Devia ter aproveitado o espaço e divulgado os canais 😛

08. Qual foi a sensação de fazer parte da dublagem oficial de um seriado que você tanto gosta? Como foi ingressar na RioSound?
Era sensacional. Ver que eu realizava um sonho meu de infância como um personagem que era clássico pra mim era até difícil de acreditar. Só fiquei muito frustrado com a espera pra assistir esses episódios, tanto que eu nem fiquei tão empolgado quando vi! HAHAHA Mas eu tô adorando curtir esse trabalho, aliás, me empolguei de voltar a dublar com isso sendo exibido.

Quanto a RioSound, eu sempre fui bem tratado lá. Nunca tinha dublado, cansei bastante os diretores (Peterson Adriano e Angélica Borges). Mas o Stenio e a Ana, que são donos de lá, avisaram eles para terem paciência, que eu não tinha muita experiência. Te confesso que depois de meia hora dublando com o Peterson, você fica afiadinho. A pressão é fod*! hahahaha

09. O SBT já te contatou para dublar novos episódios além dos do “lote 2012”?
Ainda não.

PS: como vimos na resposta, o SBT ainda não mandou dublar. Porém, a comprou mais episódios CH que não tinha em seu acervo. Veja mais.

10. Como fã e como dublador, você achou necessária a redublagem dos episódios clássicos que faziam parte de sagas com partes inéditas?
Ah, eu achei desnecessário, mas interessante. É um choque assistir um clássico dublado pela Maga seguido de um inédito. A comparação sempre é cruel. Mas eu sou suspeito, confesso que eu gostei de dublar todos! hahaha

11. Nos fóruns, houve uma situação curiosa. Ao ouvir um trecho da nova dublagem em um vídeo com qualidade baixa, os fãs acharam-na muito boa, mas tiveram certa rejeição ao ver exatamente o mesmo trecho em um vídeo de alta qualidade. Outros disseram ainda que sua voz, apesar de ser a mesma, ficou melhor nos vídeos do Youtube do que no estúdio. A qualidade do vídeo pode interferir a tal ponto o áudio das vozes dubladas, e o pior, de forma que nos vídeos “ruins” o áudio fique mais agradável? Ou foi só impressão do pessoal?
Foi a falta de costume. Em casa eu ouvia o referencial do Nelson, podia gravar várias vezes. Lá existe uma certa urgência e técnica, é um trabalho como qualquer outro com suas particularidades. É muito importante se focar no sincronismo e na boa dicção, eu ficava meio atordoado. Você pode reparar que as redublagens ficaram mais fiéis, a gente pegou costume.

12. Eu particularmente gostei da nova dublagem, mas li críticas pela internet. Como está lidando com a opinião dos telespectadores, acostumados a ouvir a dublagem MAGA há anos?
Até que eu fui bem favorecido, me elogiaram mais do que criticaram. Tem hora que a gente fica meio bolado, eu li tinha ”voz de retardado” hahaha. É até engraçado. O público tem mais é que falar mesmo, é pra eles que o trabalho é feito. A gente só não pode se afetar negativamente por causa de opiniões infundadas de meia dúzia de gatos pingados. A gente se afasta e percebe no que pode melhorar.

13. Um dos pontos que vi comentarem foi sobre sua pouca idade. O Osmiro Campos, por outro lado, tem mais de 80 anos. Este fator interfere nas dublagens?
Acho que não. Um ator não pode se permitir ter idade. O personagem toma conta e a gente tem que fazer o máximo que pudermos dentro do que ele exigir. Tudo é condicionamento rs.

14. Foi muita responsabilidade ficar na função antes desempenhada pelo Nelson Machado? O que acha da dublagem dele e do Sérgio Stern para o Quico?
Claro que foi. Quando os episódios começaram a serem exibidos eu senti muito a falta da naturalidade dele. O deboche do Nelson é fantástico, isso e aquele jeito escandaloso dele. No Chaves eu vou ser sempre o substituto do Nelson, todo o referencial do Quico foi ele que criou. Meu mérito vem apenas de continuar dignamente esse trabalho. A gente sempre falava disso no estúdio, esse trabalho foi uma homenagem. E é só isso, mesmo, uma continuação.

Quanto ao Stern, gosto muito dos trabalhos dele em animações do Cartoon, no Quico do desenho ficou bem legal também. Mas não sei se colaria série.

15. E o que acha dos seus companheiros de equipe na nova dublagem?
Eu tô gostando bastante do trabalho em geral. Daniel foi o melhor Chaves pós-MAGA e a trilha favorece bastante, também. A gente sempre falou que esses episódios eram teste pra dublarem o resto. Esperamos que os próximos venham logo pra gente chegar fazendo melhor ainda (e que eu ganhe muuuuuuuito dinheeeiro HAHAHAHA).

16. No futuro, você pretende dublar também outros personagens de outros programas?
O meio é um pouco acirrado e a minha técnica ainda está em evolução. Mas estou caminhando em direção a isso. Não só em dublagem, mas me aprimorar e trabalhar em todos os ofícios de ator.

17. Você imaginava que estes episódios inéditos – e anteriormente os perdidos e semelhantes – iriam ao ar no SBT algum dia? O que achou da atitude do SBT de trabalhar e exibir estes episódios?
Fiquei surpreso. Aliás, sempre me pego pensando nisso, quando entrei no meio ch, certo tipo de coisa era impossível. Aí vieram os boxes, o SBT exibiu os perdidos, depois os semelhantes, o fã clube fez contato direto com os atores da séries e agora vieram esses episódios com nova dublagem. Na real, nem esperava que o SBT ia se atrever a exibir qualquer coisa com outra dublagem de Chaves depois do fracasso do Clube. Batalhamos muito e parece que conseguimos!

18. Sobre o personagem que dubla, o que você mais gosta no Quico? Qual o seu personagem favorito de “Chaves”?
Eu gosto dessa coisa sem noção do Quico! Ele pode tá prestes a dizer a maior burrada do mundo, mas ele mete as caras e se atreve. ”É mais espaçoso que um trem” HAHA. Quanto aos personagens, acho que todos tem seu charme. Seu Madruga com seu jeito preguiçoso, anarquista e boêmio é fantástico, Chaves com seu jeito sonso e burro, Chiquinha cheia de malícia, Quico burro demais… sempre penso que foi um acaso fantástico ou uma obra de arte tremenda que estereótipos tão fortes tenham tomado vida por atores tão bons num contexto onde cada um é responsável pelo todo. Chespirito é genial, mas o sucesso de Chaves é um lance coletivo. Cada um teve sua porcentagem de responsabilidade pra que a série fosse tão boa.

19. Desde muito antes de ver sua voz veiculada no SBT, seu canal do Youtube já tinha comentários como “uhuuuuuu mto show casa comigo!!!!!!!!!!!” e “Tu é filho do zé bunitim? igualzim velho…rsrs”. Como está sendo sua relação com o público?
Ah, muita gente tem me adicionado no Facebook por causa do Quico. Eu trato todo mundo com a maior naturalidade, dou dicas sobre a carreira, tiro dúvidas. Eu não sou famoso, né? Mas como eu falei, o reconhecimento tá aumentando minha vontade de fazer arte. Larguei até o emprego, tô vivendo só de teatro agora.

20. Você é músico?
Amador. Gosto de tocar um violãozinho, confesso que canto bem (inclusive alguém comentou alguma coisa no fórum, de sacanagem, que ninguém canta como eu HAHA) mas não tenho mais muitas ambições como músico não, tenho amigos músicos e a gente percebe que é uma questão realmente de muito talento. Vou continuar tocando e cantando, acho que pode me ajudar na carreira de ator. Um ator que canta, dança e toca tem muito mais oportunidades rs.

Pô, canta bem pra caramba mesmo!

21. O que você gosta de ouvir e tocar?
Cara, eu sou muito eclético e muito brazuca. De internacional, eu tenho a figura do Jim e o som do Doors como referência artística. ”Atravessar pro outro lado” é algo muito significativo pra mim, a gente vive num mundo onde tudo muito programado, dogmático, previsível. Atravessar é superar a si mesmo, abrir as portas da percepção. Bob Marley também fala muito de liberdade, de se levantar e ir contra esse controle de tudo e todos.

De som brasileiro, eu sou fãnzissimo do Chico Buarque (O maior artista brasileiro né? Cantor, compositor, músico, dramaturgo e comedor ), Gil (Expresso 2222, Refazenda…), alguma coisa do Caetano, Jorge Ben (A Tábua de Esmeralda), Zé Ramalho (o disco Paebirú é fantástico), Raul Seixas (outro grande referencial artístico pra mim, desde o misticismo até o cinismo e a falta de fé no excesso de teorias), Secos e Molhados, Os Mutantes, Chico Science e Nação Zumbi, Mundo Livre S\A. Vou desde um rock’n roll até um samba canção. Música e poesia são umas mais sutis expressões da alma, funcionam de um jeito único.

22. Num vídeo, você disse que o violão utilizado iria prejudicar a qualidade da gravação, mas que não tinha condições de comprar um melhor. Com o pagamento pelas dublagens, conseguiu investir mais em sua carreira de músico?
HAHAHAHA, isso faz tempo. Já comprei e vendi tanto violão, guitarra, baixo… Agora eu comprei um novo, um acústico da Yamaha, de nylon e tô aqui curtindo ele . Mas na época, quase não. Quando dublei esses episódios ainda era muito moleque, só queria saber de curtir mesmo. Investi mesmo, na época, só na carreira de ator.

23. Falando em música, as músicas contidas nos episódios com novas dublagens, como “Quando me dizes” foram redubladas? Como ficaram?
Ainda não assisti, dizem que o Daniel cantou a do FBV.

24. Mande uma mensagem aos leitores do Vizinhança do Chaves?

Desejamos a você uma excelente carreira como dublador, que continue dublando o Quico e aumentando o acervo brasileiro das séries CH! Obrigado !

Muito obrigado! Boa sorte com o blog. Grande abraço.

Valeu!

Anúncios

8 Comentários

  1. Mirna Tonus

    Ao ver suas postagens, lembrei-me do radiodocumentário https://soundcloud.com/mirnatonus/por-tr-s-da-voz, que orientei no curso de Jornalismo da Universidade de Sorocaba. Espero que goste.

Trackbacks

  1. EPISÓDIOS INÉDITOS DE “CHAVES” (2014) | .: Vizinhança do Chaves :. DEFINITIVAMENTE CHESPIRITO. Chaves e Chapolin
  2. É aniversário de Vinicius Souza, o novo dublador do Quico | .: Vizinhança do Chaves :. DEFINITIVAMENTE CHESPIRITO. Chaves e Chapolin
  3. Conheça os novos dubladores do “Chaves” | .: Vizinhança do Chaves :. DEFINITIVAMENTE CHESPIRITO. Chaves e Chapolin
  4. As Colunas são sagradas #02: Chaves e Chapolin, 30 anos de sucesso, diversão e audiência no Brasil. | .: Vizinhança do Chaves :. DEFINITIVAMENTE CHESPIRITO. Chaves e Chapolin
  5. Entenda: Episódios que o SBT transmitiu na segunda-feira (01) não eram perdidos | .: Vizinhança do Chaves :. DEFINITIVAMENTE CHESPIRITO. Chaves e Chapolin
  6. Vizinhança do Chaves completa três anos! | .: Vizinhança do Chaves :. DEFINITIVAMENTE CHESPIRITO. Chaves e Chapolin
  7. Restrospectiva CH 2014: JANEIRO | .: Vizinhança do Chaves :. DEFINITIVAMENTE CHESPIRITO. Chaves e Chapolin

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: