.: Vizinhança do Chaves :. DEFINITIVAMENTE CHESPIRITO. Chaves e Chapolin

O portal sobre Chespirito mais atualizado do Brasil

Resposta Dobrada #06: Arkantos e JoelJunior

respdoarkjoeOlá a todos. Começa agora a sexta coluna Resposta Dobrada, onde dois colunistas do Vizinhança do Chaves foram sabatinados com as mesmas questões. JoelJunior é participativo no FUCH (Fórum Único Chespirito) e por aqui já escreveu (até o momento) sete colunas, sendo “Chaves e a cultura dos espartanos!” a mais lida até então. Arkantos é moderador do FCH (Fórum Chaves), e por aqui até o presente momento publicou também sete artigos de sua autoria, sendo até então “As profissões exercidas por Chaves na infância” o mais lido deles. Como sei que o Arkantos é mais reservado, nem perguntei seu nome ou coisa parecida (apesar de ser da curiosidade de alguns) por respeito. Seu nick já basta para o identificarmos nesta coluna.

Arkantos e Joel participam de fóruns sobre Chespirito, escrevem bem e contribuem com o Vizinhança do Chaves. Eu particularmente gosto muito do trabalho de ambos. Vamos à entrevista:

01. Qual relação vocês tem com as obras de Chespirito?
ARKANTOS: Suas obras marcaram (e continuam marcando) toda a minha trajetória de vida. Cresci assistindo às séries Chaves e Chapolin. Continuarei assistindo durante muito tempo. São trabalhos memoráveis, que conseguem sobreviver bem ao teste do tempo.
.
JOELJUNIOR: Desde que eu me entendo por “gente” as obras de Chespirito fazem parte de minha vida. Eu me lembro que quando tinha uns 5 anos assisti o episódio do Seu Madruga sapateiro, naquela cena em que Seu Barriga pisa nos pregos e começa a ficar dançando uma música lá. Eu era muito pequeno, mas morri de rir com a cena. De lá pra cá, nunca mais parei.
.
02. Qual o seriado CH favorito de vocês? Da opção escolhida, qual o melhor episódio em suas concepções?
.
A: Por tudo o que representa, pela elegante simplicidade e pelos personagens fixos carismáticos, Chaves foi o mais marcante para mim. É realmente o meu favorito. Em relação ao melhor episódio, geralmente valorizo mais as sagas, pelo tipo de expectativa e impacto que acabam gerando no telespectador. Talvez considere a saga do julgamento, do ano de 1975, como a melhor, devido à excelente estrutura de narrativa (e consequentemente considero seus episódios como os melhores da série), embora também destaque a dos espíritos zombeteiros, a do Seu Madruga professor, a do festival da boa vizinhança e a de Acapulco.
.
JJ:
Que pergunta difícil, mas tem que escolher um. Então, eu fico com o Chapolin. Meu episódio favorito é a saga “O Show deve Continuar”.

03. Comentem sobre a volta do “Chapolin” no SBT, bem como o horário escolhido para sua exibição.
.
A:
É um acontecimento maravilhoso, de grande significado para os fãs da série, que sempre desejaram seu retorno. Também é uma grande oportunidade para que as gerações mais recentes possam acompanhá-la com considerável frequência. Em relação ao horário, por razões óbvias, sempre imaginei que poderia ser na faixa das 13 horas ou 18 horas. Tempos atrás, considerava que o horário ideal seria na faixa das 18 horas. No entanto, creio que a escolha do SBT foi válida.
.
JJ: Foi muito bom saber que o Vermelhinho voltou depois de mais de 1 ano sem ser exibido. Com certeza, todo mundo estava torcendo por isso. E a campanha, que envolveu os atores da série, foi o estopim do movimento. Quanto ao horário, depende do ponto de vista. Para uns pode ser ótimo, mas para outros que trabalham, por exemplo, deve ser péssimo. No meu caso, foi ótimo.
.
* a pergunta sobre o horário foi sobre este ser um horário local (ficou explícito), mas as respostas valeram..
.
04. Quando vocês ingressaram no “meio CH”?
.

A: Oficialmente, ingressei em 2012 mesmo (ano em que me cadastrei no Fórum Chaves). Talvez pela minha idade seja um pouco surpreendente para alguns, mas o interesse em participar só surgiu recentemente. Imagino que possam existir muitas pessoas em situação parecida com a minha (conhecem bem as séries, mas não participam do meio CH). Espero que surjam cada vez mais pessoas interessadas em participar e até mesmo contribuir de alguma forma para o meio.
.
JJ: Desde 2008 quando eu passei a ter acesso a internet, eu pesquisava sobre as séries. Procurei por episódios para baixar, e fiquei surpreso pela quantidade de episódios perdidos (que eu nunca tinha ouvido falar), como o “Primo de Seu Madruga”, “Chaves levado pelos balões” (versão 1), entre outros. Foi nesse ínterim, que conheci o FUCH em 2011, quando procurava por DVD’s CH. Me cadastrei em agosto, mas só comecei a acessá-lo de verdade em novembro, quando inaugurei meu 1º projeto de “Legendas CH.
.
05. Joel e Arkantos são colunistas do Vizinhança do Chaves, trabalho que vem sendo conduzido com maestria. Comentem a relação de vocês com esta função no blog e o motivo que os levou a participar da equipe dele.
.
A: Primeiramente, agradeço muito pelo elogio. Para mim, é sempre importante saber a opinião das pessoas sobre os trabalhos que realizo. Sobre a relação com a função, diria que é uma experiência fascinante, já que nunca assumi uma função parecida anteriormente e creio que tenho conseguido alcançar meus objetivos. É algo que venho fazendo por prazer, como grande parte de minhas contribuições para o meio CH. Consigo até me divertir quando trabalho em determinados temas. Em relação ao meu ingresso na equipe, gostaria de relembrar, antes de tudo, que fui convidado pelo Furtado (Italo) para exercer a função de colunista. Aproveito este espaço para deixar mais uma vez meus sinceros agradecimentos pelo convite, que foi um dos acontecimentos mais importantes de minha trajetória no meio CH. Aceitei trabalhar como colunista por acreditar que consigo analisar bem as séries. Também leio bastante sobre as abordagens e análises de vários críticos, sejam eles de artes em geral, esportes ou até mesmo entretenimento. Procuro seguir uma linha de raciocínio parecida com a de vários profissionais, apesar de estar longe de ser um, obviamente. Geralmente, eles analisam diversas obras seguindo critérios completamente objetivos (embora algumas percepções também sejam subjetivas). Creio que é um caminho interessante para se chegar a algum tipo de conclusão sobre determinados temas. Ao aceitar o convite, acreditei que seria interessante apresentar ao meio CH minha visão sobre as séries, através de temas específicos, analisando diversos elementos dos episódios.
.
JJ:
Antes de ingressar no VdC eu já tinha escrito dois artigos (que eu considero colunas) no FUCH. Uma sobre os remakes de Chespirito, e outra sobre a altura do mesmo. Foi aí que percebi que gostava de escrever e analisar as obras CH. Quando o VdC me deu a chance de postar minhas colunas e análises CH esporadicamente foi maravilhoso, e cá estou desde setembro de 2012.
.
06. De onde vem a inspiração na escolha dos temas de suas colunas? É algo “aleatório”?
.
A: Sempre procuro assistir aos episódios das séries. Consequentemente, acabo tendo ideias que me auxiliam na definição dos temas. No geral, posso dizer que a inspiração vem do conteúdo de determinados episódios. Ao observá-los detalhadamente, percebo que alguns elementos analisados podem render bons temas para minhas colunas. Também busco escolher temas que não foram abordados no meio CH anteriormente. Quando noto que não é completamente possível e que a repetição de determinados temas é inevitável, tento abordar de forma diferenciada, através de minhas concepções e estilo de abordagem.
.
JJ:
No meu caso, é pensando muito a respeito de detalhes ou curiosidades que propiciem uma boa coluna. Antigamente, era mais fácil escolher temas para colunas CH, já que havia muitas novidades das séries o tempo todo (como os boxes da Amazonas). Hoje em dia, isso diminuiu um pouco, no entanto, o mundo CH é grandioso, e sempre é possível achar temas legais para escrever.
.
07. Os sites CH da atualidade tem importância reduzida no meio, em comparação com anos anteriores?
 
A: Considero-me relativamente novo no meio CH e não vivenciei determinados acontecimentos como alguns veteranos. No entanto, pelo que pude perceber, a importância dos sites teve uma redução gradual ao longo dos anos e os fóruns foram adquirindo enorme relevância, tornando-se cada vez mais as principais referências de informações do meio. Acredito que mudanças do tipo são naturais, já que vários setores da internet passaram por transformações parecidas.
.
JJ:
Talvez, pelo fato de que toda informação das séries é facilmente encontrada nos Fóruns CH, e em outras fontes da internet. É por isso que o conteúdo escrito de qualidade deve ser o diferencial dos bons sites CH.
.
08. Arkantos, dê seu parecer sobre seu cargo de moderador no FCH. Joel, as eleições do FUCH se aproximam. Você tem interesse em ser candidato?
.
A: Está sendo uma ótima experiência para mim. Já trabalhei em equipes de jogos online há mais de 5 (cinco) anos. Tenho uma considerável experiência com a internet e vários tipos de comunidades. Contudo, nunca trabalhei em uma comunidade desse tamanho. Fico bastante satisfeito por terem me dado essa oportunidade, através das eleições. Creio que consegui me adaptar bem ao cargo. Exercer a função tem sido algo relativamente tranquilo para mim. Espero poder contribuir cada vez mais.
.
JJ:
Por enquanto ainda não. Estou estudando muito, e trabalhando também. Sei que não terei tempo suficiente para moderar o Fórum. Quem sabe um dia…
.
09. O que gostam de acompanhar na televisão?
.
A: Vou tentar ser direto: praticamente não assisto mais à televisão, seja por falta de tempo ou interesse. Entretanto, não vou negar que às vezes consigo assistir a algum tipo de atração que aprecio, como Chaves, Chapolin, além de alguns eventos esportivos. A internet também contribui para que eu assista cada vez menos à televisão, já que sempre procuro baixar algo de meu interesse.
.
JJ:
Fora CH, alguns de meus programas favoritos são: “Todo mundo odeia o Chris”, “Um Maluco no pedaço”, “A Grande Família”, “As Visões da Haven”, “CSI”, “CQC”, entre outros.
.
10. Quais os gostos musicais de cada um? Além de citações gerais, recomendem uma música aos nossos leitores.
.
A: Posso dizer que me considero eclético e consigo apreciar vários gêneros. Também já passei por várias fases de preferências musicais. Em minha atual fase de vida, tenho apreciado mais músicas europeias dos períodos barroco, clássico e romântico. Para curiosos ou até mesmo iniciantes (ou seja, aqueles que nunca tiveram a oportunidade de ouvir), recomendo alguns trabalhos de Johann Sebastian Bach, Wolfgang Amadeus Mozart e Ludwig van Beethoven. Recomendo especialmente composições de Bach, como Prelúdio da Suíte nº 1 para violoncelo, a popularmente conhecida como Ária na corda Sol (Suíte nº 3 para orquestra), Erbarme Dich, Mein Gott (Paixão segundo São Mateus) ou Agnus Dei (Missa em Si Menor). Para aqueles que não apreciam o trabalho de Bach devido ao forte conteúdo religioso envolvido (particularmente, não me importo muito, mesmo não seguindo religião alguma) ou estilo, recomendo trabalhos de Mozart ou Beethoven, como Sinfonia nº 40 (primeiro movimento), Für Elise ou o popularmente conhecido como Sonata ao Luar (primeiro e terceiro movimentos). Não segui muitos critérios específicos nas indicações, apenas são algumas de minhas composições favoritas no momento.
.

.
JJ: Eu sou evangélico, portanto, as únicas músicas que acompanho são as ditas “gospel”. Uma que eu gosto bastante é a do Pe. Fábio de Melo: “Vida”.
.
.
(vídeos retirados do Youtube)
.
Agradeço ao Victor pela ótima entrevista. Adorei poder dividir com todos os leitores a minha trajetória CH. Aproveito para mandar um abraço ao Arkantos, e desejar sucesso em suas próximas colunas!
.
Eu que agradeço: obrigado a todos. Até a próxima Resposta Dobrada, com os “telespectadores” Cleberson e FellipeKyle.

5 Comentários

  1. Adorei a entrevista Victor, valeu pela oportunidade. E Arkantos, também sou fã da obra de Bach, uma das minhas músicas preferidas é “Jesus, a Alegria dos Homens”, mas também gosto de Beethoven, em especial a 5ª sinfonia.

  2. Arkantos

    Também adorei a entrevista. Sobre “Jesus, a Alegria dos Homens” e a 5ª sinfonia, também aprecio bastante, Joel. Como a lista estava ficando um pouco longa, acabei decidindo não mencionar. Fico feliz em saber que existem pessoas no meio CH que apreciam o trabalho desses grandiosos artistas. Aproveito a oportunidade para agradecer a menção e também gostaria de mandar um abraço e desejar sucesso em suas colunas.

    Foi um grande prazer participar! Obrigado pela oportunidade, Victor!

  3. vcs poderiam faze uma coluna sobre opiniao, pra entrevistar- que num e colunista do site pra saber o que acha dos fourns etc etc etc naum?

    • victor235

      Mas a gente também faz perguntas assim.

  4. Ramyen

    Dois grandes Users.Parabéns pela entrevista.

    Será que o Arkantos se Chama Esperiquidibeto?rs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: