.: Vizinhança do Chaves :. DEFINITIVAMENTE CHESPIRITO. Chaves e Chapolin

O portal sobre Chespirito mais atualizado do Brasil

#06 Chaves e a cultura dos espartanos!

ESPARTANOS

Olá amigos da Vizinhança, como vão?

Estou muito feliz por dividir com vocês a minha 6ª coluna no site Vizinhança do Chaves. Gostaria de debater hoje com vocês sobre uma referência interessante feita num episódio do Chaves de 1973, que diz respeito à cultura dos antigos espartanos. Vamos começar!

Todos que assistiram ao episódio do Chaves: “Brincando de Escolinha” de 1973, deve se lembrar do seguinte diálogo (após a Chiquinha riscar o paletó do Seu Barriga):

Seu Madruga: o que a gente faz nesses casos Senhor Barriga?

Senhor Barriga: Os antigos espartanos matavam os filhos que nasciam defeituosos. Agora…

Seu Madruga: O que é isso Senhor Barriga? O que é isso?

Curiosidade: Na versão de 1980 do episódio, o mesmo diálogo é repetido, só que com a Dona Neves.

Bem gente, vamos voltar um pouco na História, e descobrir quem foram os espartanos. Esparta foi uma das cidades-estados gregas, e surgiu por volta do século IX a.C. Como cidade-estado, tinha total autonomia sobre seu governo e sua cultura. Enquanto a Grécia praticava a democracia e a filosofia, eles tinham um pensamento voltado unicamente para guerras e conquistas. Na Guerra do Peloponeso, no século V a.C., Esparta derrotou Atenas e passou a governar toda a Grécia. Anos depois ela ruiu.

Desde o nascimento até a morte, o espartano pertencia ao Estado. Os recém-nascidos eram examinados por um conselho de anciãos, e pasmem: eles ordenavam eliminar os que fossem portadores de deficiência física ou mental.

É nesse contexto que entra a cena que descrevemos acima. O Seu Madruga pergunta o que fazer para punir a Chiquinha, e o Seu Barriga, num ato de brincadeira, é claro, afirma que os antigos espartanos tinham a prática de matar os filhos defeituosos.

Mais importante do que prender a atenção na cena em si, é observar o contexto histórico em que ela se insere. Chespirito, ao escrever o roteiro, foi muito feliz ao colocar tais fatos. Aliás, não só no Chaves, mas em todas suas obras, o mestre Bolaños foi profissional em relembrar fatos históricos, e fazer referência à cultura de outros países. São tantos exemplos, que seria impossível descrever todos aqui (quem sabe em outras colunas, seja possível relembrar alguns).

Para aqueles que pensam que o enredo do Chaves se prende unicamente às cenas dos episódios, está extremamente enganado. Chespirito era muito inteligente e conseguia unir os mais diversos fatos históricos em seus enredos. Contudo isso, chego a conclusão de que esse é mais um motivo para gostarmos de CH: Ele também é cultura!

Um abraCHo, e até a próxima!

Por: Joel Júnior

Anúncios

7 Comentários

  1. victor235

    Ótima coluna e escolha do tema. Quero ver mais colunas assim, sobre referências históricas!

  2. OI JOEL LEMBRA DE MIM? O VINICIUS DO FORUM UNICO CHESPIRITO,GOSTEI DA COLUNA

  3. Lembro sim cara, fico feliz que gostou, e você como está?

  4. BEM,MAS FUI BANIDO DO FUCH,GOSTEI DE SUA COLUNA, A MINHA TANBEM TAUM SUCESSO

Trackbacks

  1. Resposta Dobrada #06: Arkantos e JoelJunior | .: Vizinhança do Chaves :. O portal sobre Chespirito mais atualizado do Brasil - Chaves e Chapolin
  2. RETROSPECTIVA CH 2013: Fevereiro | .: Vizinhança do Chaves :. DEFINITIVAMENTE CHESPIRITO. Chaves e Chapolin
  3. “Estúpido, raso, ruim, preconceituoso e machista”: Repórter aproveita mídia do momento para falar de Chespirito | .: Vizinhança do Chaves :. DEFINITIVAMENTE CHESPIRITO. Chaves e Chapolin

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: